Quem somos?

Apresentação geral

O Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal Fluminense (PPGE-UFF) foi criado em 1987 com o curso de mestrado. Em 2003 foi criado o curso de doutorado. Atualmente (primeiro semestre de 2015) conta com 25 professores credenciados e tem matriculados perto de 100 alunos entre mestrado e doutorado (incluindo DINTER).

O programa se estrutura em torno de cinco áreas de conhecimento em Economia, dos quais participam vários núcleos e grupos de pesquisa. São elas: Macroeconomia e Política Econômica, Economia Política e História Econômica, Economia Social e Sustentabilidade, Desenvolvimento Produtivo e Mudança Estrutural e Métodos Quantitativos.

Este portal permite a divulgação de nossas atividades acadêmicas e seus regulamentos; o acesso a diversas publicações em formato eletrônico, desde as teses e dissertações até artigos e trabalhos produzidos pelos nossos professores, e o acceso aos artigos publicados na revista Econômica. O site permite também conhecer os núcleos e grupos de pesquisa que se articulam com as áreas de conhecimento do programa e suas linhas de pesquisa.




Histórico e contextualização do programa

O Programa de Pós-graduação em Economia da UFF (PPGE-UFF) começou em 1987 com o curso de mestrado em Economia. O amadurecimento do programa e de seu corpo docente permitiu a criação do curso de Doutorado em 2003. Desde sua criação até junho de 2015, o PPGE formou cerca de 250 mestres e 50 doutores que seguiram diversas trajetórias profissionais.

O PPGE é membro do Conselho Deliberativo da Associação Nacional de Centros de Pós-Graduação em Economia (ANPEC). Por esta razão, utiliza a prova anual elaborada pela ANPEC como procedimento de seleção de alunos de mestrado. Os alunos de doutorado são selecionados mediante editais específicos. Desde 2013, o PPGE lança também editais específicos para a seleção de alunos de mestrado e doutorado não residentes no Brasil.

O programa começou com uma entrada moderada entre 15 e 20 alunos no mestrado e até 15 no doutorado. Após a adesão ao REUNI, o PPGE se expandiu com uma entrada de até 25 alunos no mestrado e, eventualmente, até 20 no doutorado, o qual o converte num dos maiores centros de pós-graduação em Economia do país.

Além dos alunos incorporados nos editais de seleção ordinários, o Programa deu início em 2012 ao Programa Inter-institucional de doutoramento da CAPES (DINTER) com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). No edital de seleção do DINTER foram incorporados 10 alunos adicionais da UFPE e da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

Para dar conta desta expansão discente, no final de 2012 o PPGE estendeu a habilitação para participação em seu corpo docente de 14 professores credenciados (entre permanentes e colaboradores) a 23. Ao final de 2015, provavelmente o número estará em torno de 27. A forma de inserção destes professores no PPGE como permanentes ou como colaboradores depende de seu engajamento e contribuição nas atividades acadêmicas do programa.

Objetivo

O principal objetivo do PPGE-UFF é oferecer cursos de excelência a seus estudantes, ou seja, uma formação econômica que lhes permita exercer com competência sua profissão, seja na academia, na administração pública ou em empresas privadas. Para isto, a formação deve contar com as seguintes características;

1. uma sólida formação teórica básica que contemple as grandes escolas do pensamento dentro de um enfoque plural e crítico;

2. um instrumental básico que permita acompanhar a discussão das principais linhas de desenvolvimento analítico da pesquisa contemporânea em economia;

3. uma especialização em campos específicos do conhecimento através da estruturação de um significativo espectro de disciplinas optativas vinculadas às linhas de pesquisa e áreas de concentração existentes no programa.

O objetivo da formação permeia os cursos de mestrado e de doutorado, ambos com a mesma concepção teórica e pedagógica. Junto a ele, o PPGE-UFF tem buscado progressivamente ampliar incorporar professores e alunos - recentemente, alunos estrangeiros - para ampliar suas redes acadêmicas e não acadêmicas no Brasil e no exterior, especialmente em América Latina, e para impulsionar o desenvolvimento de novos centros de pós-graduação dentro do território nacional.

Infraestrutura

A Faculdade de Economia ganhou novo edifício no Campus do Gragoatá dentro do plano de expansão universitária da UFF no âmbito do REUNI. A mudança se materializou em fevereiro de 2014. No novo prédio, coordenação e secretaria do PPGE contam com novas e amplas instalações. 

O programa dispõe de três salas de aula (com 30, 45 e 60 lugares) e também compartilha muitas outras com a graduação. Todas elas estão equipadas com computadores conectados à internet sem fio e data-show.

Os alunos têm à sua disposição uma sala de estudos com capacidade para aproximadamente 20 alunos, um Laboratório de Pesquisa Aplicada em Economia com capacidade para 24 alunos, equipado com dez computadores e softwares econométricos. 

A infraestrutura do PPGE se encontra inserida na Faculdade de Economia. Neste sentido, é importante destacar que, além dos espaços próprios que lhe foram atribuídos, os alunos do PPGE envolvidos em projetos de pesquisa poderão fazer uso das cinco salas de pesquisa do prédio e compartilhar estes espaços com outros alunos de graduação; que os professores do PPGE têm seus próprios escritórios no mesmo prédio; que o PPGE poderá acolher eventos de maior envergadura porque compartilha com a Faculdade salas e auditórios grandes, incluindo o auditório principal, com capacidade superior a 200 pessoas. 

A Faculdade de Economia também dispõe de salas de reuniões e oferece escritórios para pesquisadores visitantes de curta, média e longa duração.